Saturday, January 07, 2012

Maya Deren



Mas se uma enrola o novelo
a outra destorce a meada.

A que enovela é severa,
a que desmancha treslouca.

Pouco se move a que enrola,
a outra vibra com a boca
mas não se ouve o que fala –
apenas estica e deslaça
o fio que oblíquo se esgarça.

Aquela que mira a que larga,
de hirto rosto tal osso
denso caroço emaranha –
e vai-se tornando mais só
e a outra sempre mais estranha.

Até que resta uma corda –
e a que de riso se embala
toda de mãos espirala
e lavra o ar como ave...

A que é sisuda não fala
volve-se ainda mais grave;

Solta-se a primeira, leve,
flutua como rameira 
as mamas de luz arqueia
e frustra a espera e a teia.

(A outra, do sério semblante,
olha uma inerte cadeira
agora sem ocupante.)
.

1 comment:

mian asad said...

Lovely post I like It very Much thanx For posting this info:)))

its all about fashion latest fashion site
that i have created just to facilitate the people with latest information about fashion
For more Information you just Have to Log-on Our website Hope
Click here

Blog Archive

Contributors